Close

Poker School

Aprenda a Blefar em No-Limit Texas Hold'em | partypoker

Você deve blefar ou não? Aqui, falamos um pouco mais sobre essa tática clássica de poker, incluindo:

Blefes e semi-blefes

Blefar é talvez o aspecto mais famoso e mais incompreendido do poker. Para começar, até chegar o river nada pode ser considerado um blefe puro, porque sua mão teoricamente poderia melhorar (então, tecnicamente, você está em um semi-blefe).

Blefar no pré-flop é mais do que tudo sobre roubar blinds (e roubar novamente contra outros jogadores que já aumentaram as apostas). Mas mesmo isso não é realmente um semi-blefe quando muito do valor de uma mão vem com o flop.

Aposta continuada

A maioria das pessoas sabe que aposta continuada (após um aumento no pré-flop com uma aposta, não importa o quê) é uma boa jogada em 80-90% das vezes. Esse tipo de blefe é bastante didático - a menos que haja um flop que ajuda fortemente a formar mãos (como 10-J-Q do mesmo naipe) e você perca no flop, nesse caso você talvez queira pensar melhor.

O turn é onde a maioria das pessoas tende a balançar. Portanto, se você jogar agressivamente com mãos grandes, formando mãos e alguns blefes, vai dificultar a vida de seus oponentes. Passar-aumentar é uma boa jogada aqui, e muitas vezes pouco utilizada - mas você vai precisar configurar sua imagem com algumas boas mãos, ou outros jogadores vão sacar você rapidinho.

Da mesma forma, não tente passar no turn e então blefar no river. Na verdade, o leque de mãos com as quais você pode fazer isso é tão pequeno que você não vai enganar ninguém.

Blefe para relação de aposta pelo valor

No river, você tem duas opções: aposta pelo valor ou blefe. Se você jogou bem o turn, você pode ter uma variedade de mãos neste momento. Portanto, se sua mão não é suficientemente forte, você precisa calcular se está em posição de blefar.

Uma boa proporção a ter em mente é que, a cada duas vezes que você faz uma aposta pelo valor, deve blefar uma vez. Mas lembre-se que isso é uma arte, não uma ciência, e depende da situação - e do estilo de jogo do seu oponente.

Lendo a situação

Aqui estão algumas perguntas importantes que você deveria se perguntar antes de blefar.

  • O que meu oponente tem? O que eles acham que eu tenho?
    Blefar - e poker - é sobretudo ler a mão do seu oponente e disfarçar a sua.
  • Que tipo de jogo é esse? Quantos jogadores?
    É mais provável que seu blefe funcione quando houver grandes apostas em jogo (como nos jogos sem limite) e menos jogadores para enfrentar você.
  • Qual é a minha posição?
    Quanto mais final a posição, mais blefar se torna uma opção. Fora de posição, é mais fácil acabar se metendo em problema.
  • Qual é minha imagem na mesa?
    Jogadores cautelosos e conservadores podem se safar (e tendem a ser alvo) de blefes mais do que se você for rápido e solto - ou for pego blefando.
  • Que mão estou representando? Consigo levar adiante?
    Contra alguém bom, você precisa representar uma mão específica e jogá-la de forma convincente, até a sua última ficha, se for necessário.
  • Estou indo muito fundo nisso? É uma armadilha?
    Antes de tentar enganar outra pessoa, verifique se ela não está fazendo o mesmo com você. Especialmente se você não puder se dar ao luxo de descobrir.
  • Estou fazendo a aposta do tamanho certo?
    Aposte muito pouco e vão pagar sua aposta. Portanto, acerte sua imagem, saiba qual mão está representando e aja com confiança.
  • Quais os tamanhos das pilhas de fichas?
    Grandes pilhas ajudam a blefar e pagar blefes com facilidade. Pilhas pequenas só servem para blefar no desespero.
  • Como está o board?
    Muitas mãos se formando ou cartas pequenas não vão ajudar com seu blefe. Mas uma carta assustadora (o Ás que seu oponente não gosta) pode ser sua senha.

Quer praticar um pouco? Experimente alguns dos nossos torneios 1 contra 1. Depois de pegar o jeito de blefar, aumentar e pagar aposta com duas cartas, você vai perceber como é divertido jogar por instinto.

Conheça seu oponente

Conheça alguns tipos de jogadores comuns que podem - ou não - estar prontos para um blefe.

  • Sr. ou Sra. Sem Noção. Como diz o ditado: "Se eles não sabem o que estão fazendo, como você pode saber?" Esses caras são imprevisíveis demais para arriscar fichas. Deixe eles quietinhos.
  • O folgadão. Uma versão extrema do jogador agressivo e solto, esse tipo escolhe jogadores mais fracos, seja por tática, seja porque eles têm mais ego do que cérebros. Decida qual e aja de acordo.
  • O jogador do jogo A-Z. Este é um jogador geralmente ótimo, que não apenas tem um plano B, mas também um C, D, E, F e G. Você precisa identificar quando alguém está abaixo da média e encontrar uma maneira de tirar proveito disso.
  • O jogador surtado. Este jogador está visivelmente fora da casinha, seja por álcool, por uma sequência de jogadas ruins ou por medo das apostas altas. Jogue sempre que tiver uma mão e, provavelmente, valerá a pena.
  • O jogador do ABC ou da "apostila" (mais comum em jogos com limite). Este jogador é sólido, mas previsível, então respeite suas jogadas e tente desviar delas pensando e jogando fora da caixa.
  • Jogadores por Instinto vs Jogadores Matemáticos (normalmente encontrados em jogos sem limite e com limite, respectivamente). O primeiro baseia-se no pressentimento em quase todas as situações, enquanto o outro deposita sua fé nos números. Em ambos os casos, você tem a oportunidade de explorar o lado cego deles.
  • O jovem armado. As pessoas dizem que os jogadores geralmente ficam mais restritos com a idade, portanto, você deve ter em mente a idade do seu oponente.
  • O apostador ou "jogador de ação". Ao contrário de um tipo folgadão ou agressivo e solto, este jogador está aqui para a emoção. Seja paciente e provavelmente eles vão dar o dinheiro para você no final.
  • O jogador recreativo. Este jogador está aqui apenas por diversão (ou para aprender) e considera as perdas como pagamento pela experiência. É bastante fácil ganhar dinheiro com eles, mas trate-os com respeito - você quer que eles continuem jogando, no fim das contas.
  • O camaleão. Este é o tipo de adversário mais difícil, sem um padrão óbvio de jogo (e nenhuma estratégia única que o ajude a vencê-los). Aproveite para prestar atenção e aprender - mas não tente enganá-los, pois provavelmente eles estarão um passo à frente.

À medida que você aumenta os níveis, você começa a enfrentar jogadores mais sólidos, com falhas individuais das quais pode tirar proveito, por exemplo:

  • Se um jogador com muita frequência paga aposta e então desiste frente a um aumento, aumente mais para roubar o dinheiro dele
  • Se no pré-flop são excessivamente agressivos, roube novamente, repicando-os com uma amplitude ainda maior
  • Se eles não fazem apostas continuadas o suficiente, roube o pote no flop
  • Se eles fazem demais, aumente pra cima deles ou pague apostas com mãos fracas e "flutue", esperando roubá-los mais tarde na mão

Pergunte a um jogador de alto nível o que fazer em uma determinada situação e, na maioria das vezes, ele dirá: "Depende". O poker é um jogo de situações e jogadores e, como tal, não existem regras rígidas e rápidas sobre quando você deve blefar.